Olhos de céu! (Para uma pessoa querida!)

Olhos de céu!

Agora eu tenho novos olhos, na verdade só hoje enxergo. Esses olhos de mim mesmo que nunca a terra há de comer, que não enxerga grandes distâncias e vê o interior. Desde que me reconheci neles, não quero mais me ver sem eles. Porque assim como todo mundo, eu gosto de me ver pelo olhar do bem querer de um outro, no caso, um outro sincero, verdadeiro, com olhos de céu, de mar, de esperança!

E aqueles olhares cor de petróleo, que ainda insistem em me sondar obscuros e sorrateiros, já não me assustam, porquê tenho hoje outros olhos, de outra cor… Cor de céu! De bem!

Não é a cor escura de tantos olhos que me assusta, mas sim a cor de céu por tamanha beleza, mansidão e transparência, como não poderia me impressionar?

Ainda, quando vejo esses olhos cor de céu banhados em um mar salgado vejo-os mais brilhantes, resplandecentes. Não vejo fraqueza nas lágrimas, vejo a força de um mar que tem que jorrar! Tamanha é a beleza do mar e tamanha a força dele, assim também são os olhos cor de mar, ainda quando calmos podem assustar!

Sei que esses olhos de céu, mesmo longe, não deixam de olhar por mim. Quando eles me falam de forma dura não deixam de me mostrar sincera compreensão por minha fraqueza e ainda me abraçam sem nada dizer!

Através destes olhos transparentes só posso me ver refletida e me surpreendo pela acolhida que tenho deles, que sorriem comigo, choram comigo e estão comigo! Olhos de amizade, de bondade, de mansidão que nunca vi igual, e nem creio que exista!

Embora ainda haja em meus olhos alguma confusão pela neblina de alguns outros olhos de espinhos, ainda que esteja eu com um mar revolto de lágrimas os olhos de céus me fazem ver além, querer voar e me fazer acreditar que: O céu é logo! E que tudo ficará bem e no tempo certo estarei intacto como uma criança velada pela mãe, não se preocupa e sorri em meio a um sonho bom. No tempo certo mesmo que os meus próprios passos me guiem para outras realidades quando eu olhar para o lado verei estes olhos de céu, de mar, de mãe, pois os carregarei comigo, do lado esquerdo do peito, guardados a sete chaves.

Espero que você esteja bem refletida nestes meus olhos de criança que por vezes chora, vezes briga… Na verdade, nem sei bem se tenho a mesma graça de ter olhos transparentes como os seus, mas espere de mim uma única: minha gratidão e amizade; são duas coisas, mas num só sentimento: amor forte de amigo de infância, de outra vida, isso eu sei que meus olhinhos refletem ao te ver!

E só estou escrevendo este texto, porque só escrevo sobre coisas que me são raras, queridas e que valem muito!!

Com todo carinho que meu coração comporta!

Elisangela Carla da Silva!

Em:

25 de fevereiro de 2009

Para uma grande amiga no dia de seu aniversário…

Hoje estou a procura de mais olhos com cor de bem, de céu… de bondade! Pessoas que sejam transparentes como uma brisa e amáveis como colo de mãe!!

Flor da Pele…

Flor da Pele

Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar “flor na janela”
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de não ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final…

Barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem sela

Bicho solto

Um cão sem dono

Um menino, um bandido
Às vezes me preservo
Noutras, suicido!

Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar “flor na janela”
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de nem ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final…

Barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem sela
Bicho solto
Um cão sem dono
Um menino, um bandido
Às vezes me preservo
Noutras, suicido!

Oh, sim!
Eu estou tão cansado
Mas não prá dizer
Que não acredito
Mais em você
Eu não preciso
De muito dinheiro
Graças a Deus!
Mas vou tomar
Aquele velho navio
Aquele velho navio!

Barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem sela
Bicho solto
Um cão sem dono
Um menino, um bandido
Às vezes me preservo
Noutras, suicido!

Zeca Baleiro

Ps 1: Raramente me preservo…
Ps 2: Foto trabalho de conclusão do curso – by Lukas tão significativa com tantos anos de atraso…

O que acontece?


“Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas… O que acontece quando não se pode eliminar o impossível?” (Sherlock Holmes)

Quando não se pode eliminar o impossível, creio que reste lidar com ele… No fim, ele acaba sendo possível!!

O Impossível so existe na mente limitada daqueles que não sabem onde querem chegar!

Como diria Sherlock Holmes: Pare, pense e faça!!!

A vitória é iminente à quem sabe vencer!!