Das conversas com a minha mãe

Das conversas simples e corriqueras que (pra mim) tem um significado imenso!

 

Ela: – Você perdeu uma camiseta…
Eu: – É?
Ela: – É! E deve ser uma das tantas… Depois diz que não tem roupa…
Eu: – Perdi nada, ‘vamo’ procurar?
Ela: – Não adianta, a gente procura feito tonta como procurou aquele colar, anel, blusa, brinco, livro, calça, tênis (a lista é muito grande para escrever)… Como tantas coisas que você simplesmente esquece por aí e não lembra nunca mais de achar!
Eu: – Ai mãe, eu não sou assim de esquecer, sou?
Ela: – Não é, você só é de não lembrar!

 

Sábia simplicidade de mamãe!
E como dizem por aí: “Mãe sempre tem razão!” Estou torcendo para isso!

 

Anúncios