Arcano 6

A Rainha de Paus

Arcano 63 do Tarot – A rainha de paus

Manutenção da fidelidade para com seus objetivos e ideais, por mais que todas as outras pessoas insistam para que você tome outros caminhos.

A lealdade para consigo é condição fundamental para o sucesso e, por mais que você chegue a ter dúvidas de que irá conseguir, terminará obtendo o desejado – talvez não da maneira como você imaginava, mas de uma forma altamente satisfatória.

Na vida várias pessoas tentarão lhe convencer a abandonar seus caminhos, mas, ainda que você tenha de assumir uma postura não tão simpática, mantenha-se fiel ao seu desejo e a si mesmo.

Conselho: Manter a persistência é fundamental.

Eu via flores em você

Todos me diziam: “Ele só quer te usar, não vê? Tá te enganando…”. Todos, sem exceção alguma. Sabe que eu não tinha idéia se era isso mesmo que você pretendia comigo, mas e se fosse? Era tarde… Eu via flores em você.

Não que eu quisesse ser usada, nunca quis isso e acho que ninguém quer. Não que eu soubesse que você me usasse, nunca acreditei. Quer dizer… Eu ‘meio’ que ouvia isso, mas não assumia nenhuma opinião, eu podia acreditar ou não. Pra quê complicar? Eu estava feliz, FELIZ e mesmo que durasse um ou dois meses, não me importava. É que quando a gente anda muito feliz, não se preocupa com muita coisa não. Não queria rotular nada, queria continuar… Com você, com isso. Não digo amor, não… Eu te queria bem. Pronto! Isso! A gente tava se querendo bem. Te queria tanto bem!

Preciso te dizer que não eram teus silêncios que me feriam, eram tuas palavras. Elas me feriam de um jeito que meu Deus… Só eu sabia!

Estou me esforçando para aprender que não devemos esperar nada de ninguém, porquê quem pode acabar se ferindo somos nós…  Mas, como você mesmo diz: Eu nunca aprendi de verdade, é humanamente impossível! Preferi adaptar para: Se quiser esperar algo de alguém, espere sozinho. Mas, de qualquer forma vamos nos ferir e isso não é tão ruim assim. Ferido você aprende,e aprendendo você pode entender certas coisas.

Eu esperava mais de você, mas esperava calada. Não queria que você me pedisse em casamento ou algo do tipo. Queria outra coisa. Talvez mais “querer bem”. Veja bem, eu queria um espaço a mais em você, queria poder sentir ciúmes e me achar no direito. Não ‘to’ dizendo que queria que você fosse meu, entende? Ninguém é de ninguém, poxa. Eu queria um pouco mais de algo que não sei te dizer o nome.

Entenda outra coisa, não te pressiono a nada. Existe algo que aprendi muito bem: “não devemos exigir NADA de NINGUÉM”. Então… que fique muito claro! Cada um tem seu tempo e os nossos não são parecidos.

Com tempos diferentes mas feliz, eu prefiro continuar!

Uma necessidade, uma verdade

“Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro antes, durante e depois de te encontrar. Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar. Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é covarde, mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência, pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua desajeitada e irrefletida permanência.” (Martha Medeiros)

Do tarot…

A felicidade que parece acabar não é nem de longe a felicidade que está destinada a você. O feliz presente que precisa ser lhe dado está um pouco mais à frente. Caminhe um pouco mais. No lugar que é realmente seu você ainda não chegou. Encha-se de certeza e vá em frente.

Muitas vezes o odor dos peixes nos inebria e parece mais suave que o perfume das rosas.

Se não houver perdas onde momentaneamente paramos nunca chegaremos ao fim de nossa caminhada. Mesmo a mais fria das estalagens exigem um preço a pagar!

I was hoping,
I was hoping we could heal each other.
I was hoping,
I was hoping we could be raw together.
I was hoping,
I was hoping we could dance together.
I was hoping,
I was hoping we could be creamy together.

Premissa necessária para o renascimento…

A MORTE

A morte é a premissa necessária para o renascimento. Qual pássaro fênix, é a expressão da transformação para melhor. Os ossos são de cor rosa, que é a representação do humano. A foice deixou no chão cabeça, mão e pé, os quais, mesmo cortados, não perderam a vitalidade, indicando que nada morre completamente. A continuidade está garantida. O homem e suas ideias representadas pela cabeça. Suas ações (pés e mãos) permanecerão mesmo depois que a morte tenha transformado tudo em pó. A morte é chamada de “sem nome” para exorcizar o seu efeito negativo e o tabu que a cerca. Contudo, o número treze, contrariamente ao que todos pregam, não tem nada de nefasto. O arcano somente adquire essa característica para as pessoas que temem as mudanças, sendo altamente benéfico para os que reconhecem a sua necessidade: transformação necessária, final de um ciclo e começo de outro, abandono das ideias e dos hábitos do passado para que sejo aberto o caminho para o futuro. Os ossos espalhados pelo chão não devem ser motivo de preocupação. Os siberianos, depois de consumir a carne da caça, semeavam os ossos, regando-os diariamente para garantir o renascimento e fecundidade. A referência é direta também ao Deus Saturno, que ceifa tudo, nivelando, com sua foice, pobres, ricos, bons, malvados. As flores e folhas entre os ossos garantem a continuidade da vida. O herói Jasão plantou ossos de dragão para obter guerreiros armados. A morte é parte da vida e, por isso, deve ser aceita sem questionamentos.

A carta em pé:

É o arcano do abandono do passado em prol do futuro. Tem a capacidade de transformar e dar movimento. A morte é o despertar interior. É evidente que, junto com o recomeço, vêm também a incerteza e as dúvidas. O recomeço, o rompimento de vínculos, traz a evolução que não pode parar. Qualquer início está marcado por momentos de crise. Novas necessidades trazem transformações radicais, fazendo com a vida dê saltos qualitativos. Os obstáculos, por mais difíceis que sejam, poderão ser vencidos com perseverança e paciência.